Entretenimento

Império: Cristina ganha poder na joalheria do Comendador

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Império: Cristina ganha poder na joalheria do Comendador
Império: Cristina ganha poder na joalheria do Comendador

Decidido a integrar Cristina (Leandra Leal) aos negócios, o Comendador (Alexandre Nero) convoca uma reunião da família. "Ela vai ser uma espécie de vigia aqui na empresa. Vai fiscalizar nós todos! Terá acesso a todos os departamentos, verá o que está certo ou está errado, e o que pode ser melhorado, e vai se reportar diretamente a mim".

Cristina recusa o convite, por não se sentir preparada, mas o empresário a obriga. Maria Clara (Andreia Horta) diz que se sente humilhada e critica o fato de nenhum dos irmãos ter sido promovido. "Eu sei muito bem o que estou fazendo!", corta José Alfredo.

"Não está! Essa menina não tem experiência nenhuma no meio empresarial, ainda mais o nosso, que é muito específico. A gente lida com milhões, negocia com vários países, só se ela fosse uma gênia da lâmpada poderia começar a engatinhar aqui", rebate a designer de joias.

O Comendador pede para a filha confiar nele e não revela o motivo de sua decisão. Depois, chama Cristina para uma conversa a sós e explica as atribuições do cargo. A jovem ressalta que os irmãos ficarão incomodados.

"O senhor sabe que isso vai gerar o maior disse-me-disse. Vai criar um clima de total insegurança aqui". "Que bom! É exatamente isso o que eu quero", encerra José Alfredo.

No dia seguinte, a estudante propõe começar as investigações pelo departamento da designer. Clara reage negativamente, mas José Alfredo autoriza a busca. Cristina pergunta a origem dos diamantes e se eles são legalizados. A jovem titubeia e responde que é melhor falar com José Pedro (Caio Blat). Ao saber da novidade, o diretor financeiro logo entra em contatocom o Comendador.

"Notas fiscais, pai, ela vai querer isso. Você sabe muito bem de onde veio a maioria dessas pedras". "Se a fiscalização chegar aqui e pedir a mesma coisa, você não vai ter como provar a origem das pedras. E então... Com ou sem Cristina, nada mudaria aqui. Nós continuaríamos a cometer os mesmos erros, até o dia em que um bando de fiscais invadisse a Império, descobrisse essas irregularidades e nos ferrasse!", diz o Comendador.

"Então é esse seu propósito... Fazer com que cada departamento lave tudo, bote as contas dentro da legalidade", brada José Pedro.

"Isso mesmo, essa é a função da Cristina, descobrir nossos vícios e acabar com eles. E você deve ser o primeiro. Queira ou não queira, eu digo: se vira!", ordena o empresário.

FONTE: 
FUXICO.COM.BR

continua após publicidade