Entretenimento

Autor de peça inspirada em caso Isabella é condenado por danos morais

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Autor de peça inspirada em caso Isabella é condenado por danos morais
fonte: Foto: Divulgação
Autor de peça inspirada em caso Isabella é condenado por danos morais

SÃO PAULO, SP - O dramaturgo paulista Lucas Arantes foi condenado pela Justiça de São Paulo a pagar indenização de R$ 20 mil, por danos morais, a Ana Carolina Cunha de Oliveira, mãe da menina Isabella Nardoni, que foi assassinada aos cinco anos em 2008.

continua após publicidade

Lucas foi julgado por ser autor da peça teatral "Edifício London", que é inspirada no caso que teve ampla repercussão em todo o país e resultou na prisão de Alexandre Nardoni, pai de Isabella, e Anna Carolina Jatobá, sua madrasta, considerados culpados na Justiça, em 2010, pela morte da menina.

O caso ocorreu em São Paulo. Os jurados entenderam que o casal havia asfixiado a menina e, depois, jogado seu corpo pela janela do sexto andar do prédio em que viviam.

continua após publicidade

A peça, que também foi publicada pela editora Coruja, estava censurada havia mais de um ano.

Em março do ano passado, a Justiça proibiu a estreia de uma montagem para o texto, que ocuparia o Espaço dos Satyros, na praça Roosevelt, em São Paulo.

Dias depois, proibiu também a comercialização ou distribuição de versão impressa pela editora Coruja, também condenada a pagar indenizações.

continua após publicidade

O processo segue em segredo de justiça, o que torna difícil qualquer acesso a seu teor.

Mas, segundo matéria publicada pelo portal "Consultor Jurídico", a juíza Fernanda de Carvalho Queiroz, da 4ª Vara Cível de São Paulo e autora da sentença, entendeu que a obra viola direito de privacidade, pois o público "mediano" não é capaz de separar licença poética de acontecimentos reais. O advogado de Arantes, Caio Victor Fornari, pode recorrer da decisão.

Embora haja menção ao nome do famoso edifício que foi cenário para o assassinato de Isabella, a peça não faz uma reconstituição histórica. Trata-se de um texto livremente inspirado no caso, com referências também a clássicos da dramaturgia, como "Medeia", de Eurípedes, e "Macbeth", de Shakespeare.