Entretenimento

Drica Moraes viverá amargurada vilã Cora em "Império"

Da Redação ·
Drica Moraes está fora de "Império", garante Aguinaldo Silva - IMAGEM - ARQUIVO
Drica Moraes está fora de "Império", garante Aguinaldo Silva - IMAGEM - ARQUIVO

SÃO PAULO, SP - Criador de vilãs históricas como a tresloucada Nazaré (Renata Sorrah), de "Senhora do Destino" (Globo, 2004), Aguinaldo Silva estreia nesta segunda (21) a novela global "Império", com Drica Moraes na pele de sua nova megera. Ela é a manipuladora Cora, que, na primeira fase da trama, é vivida por Marjorie Estiano.

No folhetim, dividido em duas fases, o acaso ajuda o protagonista José Alfredo (Chay Suede/Alexandre Nero) a se tornar um poderoso milionário - e Cora merece crédito por interferir no destino.
"Ela é como uma cobra pronta para devorar todos", introduz Drica, que até incorporou aos trejeitos da vilã uma língua que percorre seus lábios a cada malvadez.

Cora é a irmã má de Eliane (Vanessa Giácomo/Malu Gal- li), que, por sua vez, viverá uma paixão proibida. Ela se apaixona por José, irmão de seu marido, na primeira fase da novela. "Cora é uma mulher observadora e reprimida, que depende muito da irmã", descreve Drica.

Por isso, ao descobrir que Eliane está grávida e prestes a fugir com o amante, ela a boicota. "Há problemas não muito claros nessa relação das duas. Inveja, talvez."

Graças ao abandono, José mudará o rumo de sua vida.
Na segunda fase, ele terá uma fortuna, e a vilã estará pronta para dar o bote, após a morte de Eliane por câncer.
"Cora praticamente mata a irmã. Vai deglutindo e se divertindo com a situação."
Sua estratégia será dizer à sobrinha Cristina (Leandra Leal) que José é o seu pai. "E baterá de frente com o protagonista", avisa a atriz.

PODER E FAMÍLIA
A novela enfoca a família conflituosa de José Alfredo (Chay Suede/Alexandre Nero), com quem Maria Marta (Adriana Birolli/Lilia Cabral) tem três filhos.
Empresário do ramo de joias, o protagonista ama o poder e é capaz de tudo para manter intacto o seu império - erguido por meios escusos.
O que desestabiliza sua família é o fato de apenas um de seus filhos poder tomar o lugar dele no futuro. Maria Marta também não abrirá mão de sua parte. "Nero tem sido um parceiro incrível!", diz Lilia. "Graças a Deus, meu par não é o José Mayer de novo!", ri, em alusão ao vasto histórico com o colega. 

continua após publicidade