Entretenimento

Roubo de móveis virtuais em rede social vira caso de polícia

Da Redação ·
 Os ladrões supostamente atacaram usuários por meio de páginas falsas na web para capturar nomes e senhas
fonte: Foto por Reprodução
Os ladrões supostamente atacaram usuários por meio de páginas falsas na web para capturar nomes e senhas

A polícia finlandesa está investigando 400 casos de roubo virtual, em que membros dizem ter perdido até R$ 2.259 (mil euros) em móveis virtuais e outros itens no Habbo Hotel, uma das redes sociais mais famosas entre as crianças, contou o detetive Mark Levonen à BBC News nesta terça-feira (1º).

continua após publicidade

Levonen explicou que vários membros do Habbo Hotel contataram a polícia no começo deste ano dizendo que seus bens virtuais tinham sido roubados e procurando ajuda da polícia.

continua após publicidade

O Habbo Hotel, disponível em 32 países e 11 idiomas diferentes – inclusive em português –, é uma comunidade para jovens com idades entre 13 e 17 anos que conta com 172 milhões de personagens criados, 3 milhões na versão em língua portuguesa. Seus participantes criam um personagem online chamado Habbo e podem escolher sexo, cabelo, roupas, sapatos e acessórios. No site, é possível explorar vários ambientes e acontecimentos do hotel, fazer amizades, participar de jogos, decorar quartos e criar atividades com os amigos permite.

continua após publicidade

A empresa finlandesa Sulake, dona do site, identificou várias centenas de outros usuários que pareciam também ter sido alvos dos ladrões. Eles supostamente atacaram usuários por meio de páginas falsas na web para capturar nomes e senhas, o que é conhecido popularmente como phishing.

O caso desperta curiosidade por se tratar de roubos virtuais que foram parar na polícia de verdade, mas isso aconteceu porque muitos usuários do Habbo Hotel compram a mobília com dinheiro de verdade por meio de transações eletrônicas sob a supervisão dos pais.

continua após publicidade

Não se trata da primeira vez que a rede foi alvo de ladrões virtuais. Em 2007, um adolescente holandês foi preso por roubar móveis que valiam milhares de euros do site.

continua após publicidade

Segundo o chefe de pesquisas da empresa de segurança de internet finlandesa F-Secure, Mikko Hypponen, “o Habbo é um alvo muito atacado por ladrões de todo o mundo”.

Ele conta já ter encontrado e investigado hackers holandeses, italianos, russos e de outros países junto à empresa que controla as operações do Habbo.

Hypponen acrescentou que o Habbo é apenas um dos muitos games e mundos virtuais que são alvos de criminosos virtuais. Segundo ele, “todos os jogos que você puder imaginar são alvos de pragas virtuais, incluindo o World of Warcraft, Farmville”.