Entretenimento

Justiça condena SBT a pagar indenização de 59 mil

Da Redação ·
Dúvida surgiu em programa que falava sobre o Corinthians
fonte: Google Imagens
Dúvida surgiu em programa que falava sobre o Corinthians

O SBT foi condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a indenizar em R$ 59 mil o corintiano Júlio Augusto de Souza, candidato excluído na penúltima fase do programa Vinte e Um, devido a uma questão mal formulada, na estreia da atração, em 2007.
 

continua após publicidade

De acordo com o site Consultor Jurídico, o Tribunal argumentou que houve impropriedade na questão formulada de maneira capciosa pela emissora, o que levou o candidato – apesar de dar a resposta certa – à perda de ter a oportunidade de conquistar o prêmio máximo.
 

Júlio de Souza – que dizia dominar tudo sobre a trajetória do Corinthians – selou um acordo com a rede de Silvio Santos para responder questões baseadas em uma única bibliografia: o livro Corinthians é Preto no Branco, escrito pelo publicitário Washington Olivetto e o jornalista Nirlando Beirão. Mas a obra traz uma versão fantasiosa sobre fatos e jogos do time, como resultados inverídicos, mas desejados pelos autores.
 

continua após publicidade

No livro, o resultado do jogo objeto da pergunta ao candidato era 4 a 0 (afirmação propositadamente inverídica), estampada na página branca, pois esse era o desejo de Olivetto e Beirão. Mas essa resposta foi tida como correta pela direção do programa do SBT.
 

E, com isso, o candidato – que foi bem até a penúltima pergunta e poderia aumentar seu prêmio para R$ 70 mil – foi eliminado e perdeu a chance de conquistar o valor máximo de R$ 120 mil.