Entretenimento

Silvio de Abreu: Ator que se assume gay é bobo, diz

Da Redação ·
 Silvio de Abreu
fonte: Daniel Delmiro/AgNews
Silvio de Abreu

Silvio de Abreu, o autor da novela Passione, da Globo, falou sobre homossexualidade na televisão em entrevista concedida ao jornal Folha de S. Paulo. O dramaturgo disse que não escreveria uma cena de beijo gay em uma de suas novelas, porque ela não passaria pela aprovação da emissora:

continua após publicidade

- Homossexualismo não é mais tabu. Beijo gay é outra história. É uma exposição que grande parte do público que não é gay pode se chocar.

continua após publicidade

Ele também deu sua opinião sobre qual a reação do público sobre o ator que assume sua sexualidade.

continua após publicidade

- Se o ator, digamos assim, vive de fazer tipo, não tem problema. Ele vai poder fazer o tio, o pai, o aleijado, o bobo. Mas se ele vai ser o sonho de amor das telespectadoras, ou a moça que vai ser o sonho de amor do telespectador e ela diz: Eu sou lésbica, ninguém vai gostar. Ninguém mais vai sonhar com ela.[...] Se ficarem falando por trás, não tem importância. Se ele falar abertamente, vai prejudicar. Daí você vai me dizer: O público gay vai gostar. Mas o público gay é 10%. A mulher é 40%, ou sei lá quanto, mais ou menos isso. Ator que fizer isso é bobo.

Mudando de assunto, ele conta que não se incomoda com o comportamento de seus atores fora do trabalho, desde que eles tenham o texto decorado.