Entretenimento

Apucaranense lança livro “Unhas Vermelhas Poéticas”

Da Redação ·
Escritora apucaranense Ivete Luz vai lançar seu livro “Unhas Vermelhas Poéticas” (Divulgação)
fonte:
Escritora apucaranense Ivete Luz vai lançar seu livro “Unhas Vermelhas Poéticas” (Divulgação)

“Um livro para todas e todos os leitores que têm a sensibilidade e delicadeza para entender a alma da mulher”. Se essa frase despertou seu interesse, você tem um encontro marcado no dia 7 de dezembro, a partir das 14 horas, na livraria do Centro Norte Shopping Center, em Apucarana. É o local e a data escolhida pela escritora apucaranense Ivete Luz lançar seu livro “Unhas Vermelhas Poéticas”.

São 110 páginas em que a professora da língua portuguesa expressa, em forma de poesia, o lado romântico, sensual, sensível, materno e engajado nas questões sociais da mulher atual. “Esse trabalho é uma realização pessoal e profissional, resultado do gosto pela leitura e pela escrita, do meu encantamento com as palavras, de brincar com elas para expressar os sentimentos e emoções. É uma paixão e sempre ensino meus alunos a escrever poemas”, diz a escritora.

Um sonho concretizado com o apoio da família e dos amigos, a publicação de Ivete tem uma inspiração singular registrada na segunda página. O livro é dedicado a Rosemary Lopes Pereira, a pessoa que fez o Jornal “Radar”, de Apucarana, por décadas, mas que agora, por motivos de saúde, está afastada da função. “Fui colaboradora do Radar por muitos anos e amiga de “dona Rose”. Com ela aprendi a valorizar a sensibilidade, a sutileza e a força que existe na palavra escrita”, afirma, em forma de reconhecimento.

Com lançamento pela Editora Amplexo, os 500 exemplares da primeira edição estarão nas bancas da livraria do Centro Norte Shopping Center, em Apucarana, e de livrarias em Londrina, a partir de 7 de dezembro, ao custo de R$ 18,50. Ivete faz questão de explicar a escolha do título “Unhas Vermelhas Poéticas”. “A maioria das mulheres, nos mais variados momento da suas vidas, tem a cor vermelha colorindo suas unhas. É uma cor que demonstra força e independência. Nos momentos de produção dos meus poemas, no momento da escrita, a cor vermelha esteve sempre em minhas mãos. Foi uma inspiração para o título”, justiça.

Sobre o futuro de sua carreira como escritora, Ivete não deixa dúvidas. “O segundo livro, de crônicas, já está em andamento”, adianta. 

continua após publicidade