Entretenimento

Yahoo nega invasão de hackers em contas de e-mail

Da Redação ·
 Yahoo nega invasão de hackers em contas de e-mail
fonte: googleimagens.com
Yahoo nega invasão de hackers em contas de e-mail

O Yahoo! negou nesta terça-feira (30) os dados de um informe, que afirma que hackers teriam invadido contas de e-mail de jornalistas estrangeiros na China.

continua após publicidade

O Yahoo! condena todos os ciberataques, independente da origem ou motivo. Temos o compromisso de proteger a segurança e privacidade dos usuários e tomamos as ações apropriadas em qualquer tipo de invasão - afirmou um porta-voz da empresa.

continua após publicidade

O porta-voz não comentou os incidentes. O informe sobre os hackers veio à tona duas semanas após o Google parar a sistema de censura de resultados na China, em um movimento aclamado por grupos de direitos humanos, mas que provocou uma reação furiosa das autoridades chinesas.

continua após publicidade

O gigante da Internet redirecionou o sistema de buscas em língua chinesa para Hong Kong, onde não havia censura. O Google afirmou que a decisão de parar a censura em seu sistema de buscas ocorreu após ciberataques ocorridos no site chinês. A China reagiu rapidamente à ação do Google, afirmando que era "totalmente errado" parar o sistema de censura e acusar Pequim pelos ciberataques.

Pequim controla o conteúdo on-line através de um sistema chamado de "Grande Firewall da China", em alusão à muralha do país, removendo informações que julga ser prejudiciais, como pornografias e material violento, além de assuntos ligados à política.

continua após publicidade

O Google informou nesta terça-feira que os problemas sofridos no site de busca na língua chinesa foram causados pelo mecanismo de censura do país.

continua após publicidade

O que quer que tenha acontecido hoje para bloquear o Google.com.hk, deve ser um resultado de alguma mudança na "Grande Firewall". Entretanto, curiosamente nosso sistema de pesquisas na China está agora normal - mesmo sem nós termos feito nenhuma mudança no sistema - um porta-voz do Google informou à AFP por e-mail.

O Google afirmou ainda que seu serviço de Internet móvel na China está parcialmente bloqueado, mas que não sabe se o problema está relacionado com o mecanismo de censura. O Google Móvel inclui pesquisa, mapas, notícias e outros serviços para smartphones e para outros aparelhos com acesso à Internet.