Entretenimento

Olho biônico tem potencial para devolver visão a cegos

Da Redação ·
 Pequena câmera acoplada a óculos escuros manda sinal sem fio para a retina, que é estimulada por meio de eletrodos, criando a visão
fonte: William West/AFP
Pequena câmera acoplada a óculos escuros manda sinal sem fio para a retina, que é estimulada por meio de eletrodos, criando a visão

O governo da Austrália apresentou nesta semana um protótipo de "olho biônico". A expectativa é que o sistema seja capaz de devolver a visão a cegos. As autoridades estão alardeando o aparelho como a maior invenção da área desde a invenção do método B

continua após publicidade

A iniciativa, que recebeu 42 milhões de dólares australianos (R$ 70 milhões) de investimento do governo, "pode ser um dos avanços médicos mais importantes de nossa geração", afirmou o primeiro-ministro do país, Kevin Rudd.

continua após publicidade

O projeto do olho biônico permitirá à Austrália se manter na vanguarda desta linha de investigação e comercialização, e pode devolver a vista a milhares de pessoas no mundo todo.

continua após publicidade

Segundo os cientistas australianos, a invenção se implanta parcialmente no globo ocular e foi projetada para pacientes que sofrem uma perda de visão degenerativa e hereditária causada por uma condição genética conhecida como retinitis pigmentosa. O "olho biônico" dispõe de uma pequena câmera, colocada sobre uma lente, que captura imagens e as envia a um processador que pode ser guardado no bolso.

O dispositivo transmite um sinal à unidade dentro da retina, que estimula os neurônios vivos dentro desta, mandando as imagens ao cérebro. Os usuários do sistema não voltarão a ter vista perfeita, mas espera-se que possam ser capazes de distinguir pontos de luz que o cérebro poderá transformar em imagens.