Entretenimento

Americano derrete iPad e vende restos em site

Da Redação ·
 O iPad destruído de Irwin: ele não revela a idade - parece que tem, sim, mais de 13 anos
fonte: Foto por Reprodução
O iPad destruído de Irwin: ele não revela a idade - parece que tem, sim, mais de 13 anos

O americano Kenny Irwin, de Palm Springs, na Flórida, tem um passatempo diferente. Ele gosta de queimar eletrônicos no micro-ondas. Segundo ele, trata-se de uma nova forma de arte (ahã!). Usando o forno, que ele apelidou de Amir 900, Irwin deu um bom trato no iPad. O aparelho da Apple não explodiu. Mas, com sérias escoriações, derreteu e ficou bem detonado. Está sendo vendido no site ebay. Preço: US$ 92 (R$ 161)

continua após publicidade

Para queimar o iPad, Irwin tem uma receita. Primeiro, ele liga o aparelho e conecta à rede 3G. Liga uma câmera para registrar o momento e então bota o eletrônico no forno por 18 minutos na força máxima. Quando a geringonça está em chamas, é retirada. Deixa esfriando até ganhar forma para poder ser exposta no site – quando então o serial killer de gadgets consegue arrumar uma grana com ela. Bem menos do que pagou, claro, mas ele é doido e não está nem aí.

continua após publicidade

Ah, sim. Ele se veste de árabe. Diz que é um terrorista de eletrônicos.

continua após publicidade

Cara de pau, ele ainda assina a “obra” com os restos mortais do iPad. Irwin tem fixação por produtos da Apple: arregaçou iPods, Iphones e i-qualquer coisa. Fez até um site com seus filmes de aparelhos sendo massacrados em alta temperatura.

Os vídeos de destruição estão com a audiência pelando no youtube. Irwin, apesar de tudo, passa bem e não será internado em nenhum hospício, ao contrário de muitos boatos frios que têm rolando pela internet.