Entretenimento

Steve Jobs diz por que Flash não serve para iPhone

Da Redação ·
 Em documento divulgado nesta quinta-feira, Jobs disse que o Flash não é confiável, seguro nem tem bom desempenho para rodar no iPhone ou no iPad
fonte: Kimberly White/Reuters
Em documento divulgado nesta quinta-feira, Jobs disse que o Flash não é confiável, seguro nem tem bom desempenho para rodar no iPhone ou no iPad

Steve Jobs deu uma resposta definitiva para os usuários do iPhone que estavam querendo saber se os aparelhos um dia poderão rodar a tecnologia Flash para vídeos e games na web: ele disse que “não”.

continua após publicidade

Numa atitude ofensiva contra a tecnologia da Adobe, o chefe-executivo da Apple disse nesta, quinta-feira (28), que o Flash ainda tem muitos defeitos, gasta a bateria muito rápido e é muito dirigido aos computadores para funcionar bem no iPad ou no iPhone. A informação foi revelada pelo site The Huffington Post.

continua após publicidade

Esta não é a primeira vez que Jobs critica publicamente o Flash, mas a afirmação foi a mais clara, definitiva e longa sobre o assunto. Em um documento de 1.685 palavras chamado “Pensamentos sobre o Flash”, Jobs explicou suas razões para excluir a tecnologia – o programa mais usado para vídeos e games na internet – dos campeões de venda da Apple.

continua após publicidade

O chefe-executivo da Apple citou “confiabilidade, segurança e desempenho”, e o fato de que o Flash foi projetado para “PCs e ser usado com o mouse, não para telas sensíveis ao toque, usando os dedos”, como alguns dos motivos para continuar não usando esse programa em seus dispositivos.

Os representantes da Adobe preferiram não fazer comentários nesta quinta-feira. Mas em uma conferência no dia 23 de março, o presidente da empresa, Shantanu Narayen, disse que a empresa “está empenhada em levar o Flash para qualquer plataforma que seja acessada por uma tela”, o que inclui os dispositivos da Apple.

continua após publicidade

Ele acrescentou que o banimento do Flash não tem nada a ver com tecnologia e que "isso é coisa da Apple, e só a empresa para explicar por quê".