Entretenimento

Especialista em poluição deixa Hong Kong por problemas respiratórios

Da Redação ·

Anthony Hedley, conhecido por ter criado um índice para o meio ambiente e chefe do organismo encarregado de vigiar a qualidade do ar em Hong Kong anunciou nesta quinta-feira que será obrigado a abandonar a cidade e regressar à Inglaterra por problemas respiratórios.

continua após publicidade

Depois de ter combatido um câncer, Hedley passou a sofrer de complicações respiratórias, que, segundo afirma, se agravaram pela má qualidade do ar em Hong Kong.

continua após publicidade

A poluição do ar de Hong Kong levou, no dia 5 de março, um grupo de grandes empresas como Starbucks, Pacific Coffee, Ben & Jerry's e Pure Fitness, a denunciar esta situação.

Estas companhias publicaram na imprensa anúncios afirmando que a nuvem de poluição local "mata três pessoas por dia".

continua após publicidade

As autoridades geralmente atribuem esta poluição às emissões procedentes das fábricas do sul da China.

Mas, segundo um estudo local, a maior parte da poluição atmosférica vem dos gases emitidos pelos canos de descarga dos carros que circulam por Hong Kong.