Entretenimento

Estudo contesta jogos para melhorar a capacidade mental

Da Redação ·
 A conclusão é que não há evidências de que jogos de raciocínio lógico contribuem efetivamente para deixar mais ágil a mente dos usuários
fonte: Getty Images
A conclusão é que não há evidências de que jogos de raciocínio lógico contribuem efetivamente para deixar mais ágil a mente dos usuários

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, apresentaram um estudo que põe em xeque a eficiência dos jogos de lógica, usados para treinar a mente.

continua após publicidade


A conclusão é que não há evidências de que esses games contribuem efetivamente para deixar mais ágil a mente dos usuários. Segundo os especialistas, especialmente para as pessoas de meia idade, comer uma salada, passear ou praticar uma dança de salão são mais úteis ao cérebro do que jogar.



O médico Clive Ballard disse ao site Daily Mail que se trata de uma revelação importante.

continua após publicidade



- Essa prova pode mudar a forma como olhamos para os jogos de treinamento cerebral e mostra que permanecer ativo, como por exemplo para a prática de uma caminhada, é a melhor maneira de usar o nosso tempo.



O desafio foi achar uma resposta para a ideia bastante difundida de que jogos de memória, quebra-cabeças e outros de raciocínio lógico poderiam manter a mente sadia na velhice e até mesmo evitar a demência.



Um detalhado teste de memória foi feito com mais de 11 mil homens e mulheres saudáveis com idade entre 18 e 60 anos. Eles tiveram de jogar games de lógica por 10 minutos ao dia, três vezes por semana.