Entretenimento

Novelas globais mais populares no mundo

Da Redação ·
 Da Cor do Pecado é uma das novelas mais vistas no mundo
fonte: Divulgação/Globo
Da Cor do Pecado é uma das novelas mais vistas no mundo

Na História, Cuba nunca foi conhecida por aceitar intervenções. Mas quando o assunto foi dramaturgia, o socialista Fidel Castro não titubeou. Em 1984, o comandante abriu mão de um racionamento de energia para que os cubanos assistissem à novela "Escrava Isaura". O episódio é um belo exemplo do sucesso das mais de 200 telenovelas produzidas entre 1965 e 2009 pela Globo. Num ranking das dez mais vendidas pela emissora a outros países, "Da Cor do Pecado" (2004), de João Emanuel Carneiro, é a mais comercializada. Ao todo, cerca de 100 países já se interessaram pela história da personagem Preta (Taís Araújo), a primeira protagonista negra do horário das sete  

continua após publicidade

E no que depender das produções recentes, as mocinhas brasileiras devem continuar em alta no Planeta. Recém-saída do ar, "Caminho das Índias", por exemplo, já foi comercializada para 70 países. Segundo Ricardo Scalamandré, diretor da central Globo de Negócios Internacionais, nos últimos cinco anos a venda de novelas cresceu 20%. A saga da imigração italiana, descrita por Benedito Ruy Barbosa em "Terra Nostra"(1999), já foi exibida em 95 países.  

Os números são impressionantes. As histórias, mais ainda Nos Estados Unidos, a exibição de "O Clone" levou mães a batizar seus bebês com o nome da protagonista Jade e impulsionou a abertura de escolas de dança do ventre. Na Angola, um mercado à céu aberto recebeu o nome de "Roque Santeiro". Enquanto isso, no Equador, "Páginas da Vida" levantou discussões sobre a Síndrome de Down no país.  

continua após publicidade

Quem abriu as portas do mercado internacional para as novelas brasileiras foi o autor Dias Gomes, em 1973, com os neologismos de Odorico Paraguaçu (Paulo Gracindo), em "O Bem Amado". A primeira negociação da Globo com o exterior foi firmada com o Uruguai. Para dar força na divulgação dos folhetins no exterior, a emissora carioca inclui na programação da Globo Internacional as novelas que estão no ar no Brasil - "Cama de Gato", "Tempos Modernos" e "Viver a Vida" - e outras recentes, como "Belíssima" (2005), "Alma Gêmea" (2005) e "O Profeta" (2006).  

Melhor para os brasileiros que moram fora, como dona Sigrid de Faria, 66 anos, que há dois anos vive no Paraguai. "Todo mundo para o que está fazendo para ver as novelas brasileiras", conta. Atualmente, ela acompanha o drama da mocinha Luciana (Alinne Moraes) de "Viver a Vida". "Quando perco a novela, eu vou para a internet para ver o que aconteceu." Já nos EUA, a manicure Cleide Tavares, 36 anos, diz que Luciana comoveu os cadeirantes e lançou campanhas. "A novela passa uma importante mensagem social", diz.  

Em parceria - Além de exportar seu produto já acabado, a Globo também investe em co-produções. A mais recente é a novela "El Clon", feita em parceria com a Telemundo, braço hispânico da rede americana NBC. O peruano Guy King Barrera, 30 anos, morador de Lima, não perde um capítulo dessa versão de "O Clone". Ele, que prefere a Jade brasileira, dedica parte do dia a um blog da novela (http://el-clon.blogspot.com). E há até brasileiros acompanhando "El Clon". É o caso de Fernanda Varella, 18 anos, de São Paulo. Todos os dias, às 22h, ela corre para o computador, para assistir ao folhetim, ao vivo, pela internet. "A Jade brasileira era mais chamativa. De qualquer forma, é bom rever tudo", diz. Mas há diferenças. E não são poucas. A obra original foi gravada no Rio de Janeiro e Marrocos. Já a versão hispânica tem como locações Miami e Colômbia. VEJA AS NOVELAS MAIS VENDIDAS E EM QUANTOS PAÍSES PASSARAM

continua após publicidade

- 1º lugar (100 países): "Da Cor do Pecado", de 2004;

- 2º lugar (95 países): "Terra Nostra", de 1999;

- 3º lugar (91 países): "O Clone", de 2001;

continua após publicidade

- 4º lugar (79 países): "Escrava Isaura", de 1976;

- 5º lugar (77 países): "Laços de Família", de 2000;

- 6º lugar (76 países): "Por Amor", de 1997;

- 7º lugar (70 países): "Caminho das Índias", de 2009;