Entretenimento

Diretor do Google diz que empresa tende a criar inimigos

Da Redação ·
 Schmidt explicou que governos vigiam de perto as atividades do grupo para compreender quais são as intenções da empresa
fonte: Divulgação
Schmidt explicou que governos vigiam de perto as atividades do grupo para compreender quais são as intenções da empresa

Eric Schmidt, diretor-executivo do Google, disse nesta terça-feira (13) que os negócios da empresa causam "perturbações" e criam inimigos para o maior serviço mundial de buscas, e que governos vigiam de perto as atividades do grupo.

continua após publicidade

- Cada governo tem alguma espécie de organização que se ocupa tentando compreender quais são nossas intenções. Porque informação é poder.

continua após publicidade

Ele fez o comentário em resposta a uma questão sobre os pontos fracos e desafios que o Google tem de enfrentar.

continua após publicidade

- Nós causamos perturbação, e por conta dessa perturbação tendemos a criar inimigos, espero que não intencionalmente de nossa parte.

O Google vem passando por choques cada vez mais frequentes com as autoridades regulatórias e outras empresas de tecnologia.

continua após publicidade

No mês passado, a companhia transferiu seu site de buscas em chinês para Hong Kong, em reação à censura na China e a um ataque de hackers que a empresa alega ter sido originado no país.

continua após publicidade

O Google também está sendo investigado pela Federal Trade Commission dos Estados Unidos, que avalia o impacto competitivo do plano da empresa para adquirir a AdMob, uma companhia de publicidade para celulares, por US$ 750 milhões (R$ 1,31 bilhão).

Já a Apple, no passado aliada do Google, recentemente anunciou planos de concorrer com ele no mercado de publicidade para celulares.