Entretenimento

Fotógrafa enfrenta frio para registrar aurora boreal

Da Redação ·
 Ela fez as imagens a partir de sua barraca montada em Manitoba, no Canadá
fonte: Reprodução/Linda Drake
Ela fez as imagens a partir de sua barraca montada em Manitoba, no Canadá

A fotógrafa Linda Drake enfrentou o frio de 20°C negativos na região de Manitoba, no Canadá, para conseguir registrar imagens do espetáculo luminoso que acontece no céu.

continua após publicidade

A aurora boreal ocorre pela interação entre o vento solar (correntes de partículas eletricamente carregadas emitidas pelo Sol) e moléculas de gás existentes na atmosfera da Terra.

continua após publicidade

Quando as partículas de vento solar atingem a Terra, são atraídas pelo campo magnético do nosso planeta e se deslocam para os polos, onde se chocam com moléculas de regiões altas da atmosfera. O processo faz com que seja emitida uma forte luz, que pode ser vista a olho nu. Aurora boreal é o nome que esse fenômeno recebe quando acontece próximo ao polo Norte.

continua após publicidade

O resultado é uma visão do céu que pode compará-lo a um oceano. O azul se deve às partículas de nitrogênio, mas outras cores podem aparecer como verde e vermelho.

Ela registrou as imagens entre meia-noite e 2h00 e usou vários tempos de exposição das câmeras.