Entretenimento

Google diz que já esperava falta de apoio público

Da Redação ·
 A companhia decidiu deixar de censurar os resultados de suas buscas, como exige o governo chinês, depois de relatar ataques virtuais
fonte: Reuters
A companhia decidiu deixar de censurar os resultados de suas buscas, como exige o governo chinês, depois de relatar ataques virtuais

Eric Schmidt, executivo-chefe do Google, disse neste domingo (11) que a empresa não foi surpreendida pela falta de apoio público por parte das outras empresas do Vale do Silício – região norte-americana que abriga empresas importantes do setor de tecnologia – pelas medidas tomadas depois de sofrer censura e ataques na China.

continua após publicidade

- Foi como esperávamos. O Google é uma empresa incomum.

continua após publicidade

A companhia decidiu deixar de censurar os resultados de suas buscas, como exige o governo chinês, depois de relatar ataques virtuais que teriam partido de computadores da China, com a suspeita que o governo poderia estar por trás dos crimes.

continua após publicidade

- Fomos capazes de tomar uma decisão baseada em princípios. É uma batalha. Nós sabemos que há um grupo razoavelmente grande de pessoas na China que lutam por ter acesso a informações que não sejam censuradas.

A partir do momento que o Google anunciou que não aceitaria mais as restrições impostas pelo governo, a versão chinesa do serviço de buscas passou a ser hospedada em Hong Kong.

continua após publicidade

Equipes de desenvolvimento, pesquisa e vendas devem continuar seu trabalho normalmente no país.