Entretenimento

Retorno do ônibus espacial é adiado para dia 19

Da Redação ·
 Cautela - Exame do escudo térmico é rotina desde a tragédia da Columbia, em fevereiro de 2003, que se desintegrou ao retornar à Terra
fonte: Soichi Noguchi / ISS
Cautela - Exame do escudo térmico é rotina desde a tragédia da Columbia, em fevereiro de 2003, que se desintegrou ao retornar à Terra

O retorno do ônibus espacial Discovery à Terra foi adiado em um dia para permitir a revisão do escudo térmico da nave, confirmou neste domingo (11) a Nasa, a agência espacial americana.

continua após publicidade

Normalmente a inspeção é realizada pouco antes do acoplamento à estação espacial internacional (ISS), mas o procedimento foi dificultado por problemas na antena do radar do ônibus espacial, pouco depois do lançamento de segunda-feira.

continua após publicidade

Como resultado do adiamento, o retorno do Discovery está previsto agora para segunda-feira (19), às 9h54 de Brasília.

continua após publicidade

As imagens e os dados da revisão serão transmitidos para o controle da missão, no Centro Johnson de Voos Espaciais da Nasa, para análise de uma equipe auxiliar.

O cuidadoso exame do escudo térmico é uma manobra habitual nas missões desses veículos desde a tragédia da Columbia, em fevereiro de 2003. A nave se desintegrou durante a reentrada na atmosfera, após uma bem-sucedida missão científica.

continua após publicidade

Últimos capítulos

A Discovery está em sua penúltima missão. A Atlantis se despede em maio. A Endeavour , em 29 de julho. A última missão da frota será em setembro, da Discovery. Depois disso, a “ponte aérea” tripulada para a ISS vai depender das naves russas Soyuz.

A ISS é habitada desde 2 de novembro de 2000. A uma velocidade de 28 mil quilômetros por hora, a estação orbita a Terra 16 vezes por dia a cerca de 400 km de altitude, monitorando 90% da superfície do planeta. O complexo é fruto de uma parceria das agências espaciais de EUA, Rússia, União Europeia, Japão e Canadá. Quando estiver concluída a ISS vai pesar 363 toneladas. A tripulação completa é composta por 6 astronautas/cosmonautas, com a missão de conduzir experimentos científicos e preparar futura exploração da Lua e de Marte.