Entretenimento

Espetáculo com holograma de Cazuza é adiado para novembro

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Espetáculo com holograma de Cazuza é adiado para novembro
Espetáculo com holograma de Cazuza é adiado para novembro

SÃO PAULO, SP, 20 de março (Folhapress) - A turnê comandada por um holograma do cantor Cazuza foi adiada para novembro. A série de shows teria início em abril, mês que marca o aniversário de 55 anos do músico, morto aos 32 anos, em 1990.

De acordo com a Sete Artes Produções, responsável pelo projeto, a série de shows foi transferida para novembro, para se adequar à agenda de eventos em homenagem ao artista.

Segundo a produtora, as novas datas e locais da turnê serão anunciados a partir da primeira semana de abril, mas estão previstos um show em São Paulo, dois no Rio, um em Belo Horizonte e um em Brasília.

O desenvolvimento do holograma, que será baseado em fotos e vídeos de arquivo de Cazuza, é realizado pela empresa francesa 4Dmotion. O processo técnico, que deve durar seis meses, está em sua segunda fase.

Na primeira, que levou dois meses, foi feita uma pesquisa sobre figurino, expressões faciais, gestos e trejeitos.

As imagens utilizadas para o projeto foram feitas principalmente nos anos de 1986 e 1987 -os idealizadores optaram pelo período pré-doença de Cazuza, que morreu em decorrência do vírus da Aids, para evitar a lembrança do artista debilitado.

Ao vivo, uma banda formada por ex-parceiros, entre eles Israel, Leoni e Rogério Meanda, deve "acompanhar" o ídolo do rock brasileiro. O público poderá relembrar 23 canções durante 90 minutos de espetáculo.
 

continua após publicidade