Entretenimento

Autoramas comemora 15 anos e realiza show em Londrina

Da Redação ·
 Grupo que se apresenta nesta sexta-feira (1º), no Vitrola Bar, em Londrina
fonte: Divulgação
Grupo que se apresenta nesta sexta-feira (1º), no Vitrola Bar, em Londrina
continua após publicidade

Formado em 1998 no Rio de Janeiro, a banda Autoramas desde o início chamou atenção por fazer uma inusitada mistura de gêneros como a surf music, punk rock e até a jovem guarda. Praticando um estilo que o grupo definiu como “Rock pra Dançar” o Autoramas se estabeleceu como emblemática figura no cenário do rock independente tupiniquim. Desde seu surgimento foram várias turnês bem-sucedidas dentro e fora do país, além de 6 discos gravados. O mais recente “Música Crocante”, lançado em 2011, foi financiado com o auxílio dos fãs da banda, em um sistema conhecido como “Crowdfunding”, no qual, cada pessoa pode contribuir com uma quantia diversa em troca de algum tipo de brinde especial oferecido pelos músicos. A banda que realizará show em Londrina nesta sexta-feira (1º) concedeu uma entrevista ao TNOnline e comentou um pouco sobre o cenário atual da música independente além de outras experiências durante a carreira. Confira:

Qual foram as principais mudanças no cenário independente nacional nesses 15 anos de carreira? As dificuldades em ser independente hoje mudaram?

R: A principal mudança é que ser independente antigamente era sinônimo de ser amador. O Autoramas e outros artistas da nossa geração conseguiram ser independentes e profissionais, para a surpresa de quem estava acostumado com as coisas velhas.

continua após publicidade

A banda já realizou algumas turnês bem sucedidas tocando em vários lugares fora do país, como foi a experiência? A recepção do público lá fora é muito diferente do público Brasileiro?

R: Em cada cidade é diferente, mesmo dentro do Brasil, por isso é tão bom viajar. Cada lugar é diferente, por mais que tentem padronizar. Temos público formado na Europa e América do Sul, que vai aos shows, canta nossas músicas e compra nossos discos. É a realização de um sonho de criança.

Vocês sempre tiveram uma relação muito próxima com o público, chegaram até a financiar o último disco "Música Crocante" com um esquema colaborativo ( o tal do crowdfunding ) na sua opinião o método é uma idéia interessante pra artistas iniciantes ou apenas é viável para bandas que já possuem um público firmado??

R: Pela nossa pouca experiência, arriscaria dizer que é para bandas que já tem público formado.

Muito se discute ainda sobre artistas que optam por compartilhar seus discos na rede, muitas vezes sem remuneração direta, a medida que isso permite divulgar o trabalho e agendar mais shows. Vocês que tem uma boa reputação como banda de "estrada" tem alguma opinião sobre isso? Ainda há retorno com a venda de discos ou os shows ainda são mais importantes nesse sentido?

R: Cada artista tem uma relação diferente com esse tipo de coisa, por exemplo as bandas “ultrapopulares” de forró e brega distribuindo seus cds gratuitamente para seu enorme público. Meu palpite é que cada artista deveria fazer sua própria estratégia, respeitando suas características artísticas e sua ralação com seu público. Em outras palavras: Não existe uma só fórmula.

continua após publicidade

O que o público pode esperar dessa turnê comemorativa, o repertório irá focar mais no último disco, "Música Crocante", ou pretendem fazer uma retrospectiva de todos os 6 discos do grupo??
R: Tocaremos músicas de todos os nossos discos, com certeza.

continua após publicidade

Serviço:

Autoramas e Fabulous Bandits.

Show acontece na sexta-feira, às 21h, no Vitrola Bar (Av. Higienópolis, 2405 Londrina – PR ).

Ingressos antecipados a R$ 15. Venda: Basic (R. Pio XII, 112, e Shopping Royal Plaza), Sonkey (R. Souza Naves, 9), Bar Bearia (R. Quintino Bocaiúva, 875) e Águas & Cia (R. Rebouças, 51).

Informações pelo telefone: 3339-1678.