Entretenimento

Amy Winehouse morreu por abuso de álcool, confirma juiz

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Amy Winehouse morreu por abuso de álcool, confirma juiz
fonte: Divulgação
Amy Winehouse morreu por abuso de álcool, confirma juiz

Um tribunal britânico confirmou, nesta terça-feira (8), que a cantora Amy Winehouse morreu acidentalmente por abusar de álcool após ter passado por um período de abstinência. Amy foi encontrada morta aos 27 em sua casa, em julho de 2011.

A investigação sobre a morte da britânica teve que ser reaberta desde que a juíza que presidiu a primeira averiguação foi demitida do cargo por falta de qualificações necessárias.

A legista Shirley Radcliffe afirmou que a cantora “consumiu álcool de forma voluntária, um ato intencional que tomou um rumo inesperado e causou sua morte”.

Radcliffe explicou que Amy continha uma quantidade de álcool no sangue acima do nível considerado perigoso e suficiente para afetar o sistema nervoso central de forma que o paciente “durma e não acorde mais”.

O pai da britânica, Mitch Winehouse, não estava presente no tribunal quando o resultado da segunda investigação foi anunciado.

continua após publicidade