Entretenimento

Facebook lança jogo que reproduz a jornada de Jesus Cristo

Da Redação ·
 Os jogadores devem construir uma comunidade e colaborar, tudo conforme a vida bíblica de Jesus.
fonte: Divulgação
Os jogadores devem construir uma comunidade e colaborar, tudo conforme a vida bíblica de Jesus.
continua após publicidade
O Facebook está lançando nesta quinta-feira (17) um novo jogo para entreter os usuários do site. Mas não se trata de um jogo qualquer.
O site de relacionamentos inovou mais uma vez e lança o primeiro vídeo game baseado na vida de Jesus Cristo, e por mais irônico que seja, não se trata de uma “brincadeira” sobre a vida do Messias.   
O Journey of Jesus: The Calling (Jornada de Jesus: O Chamado) já está disponível no Facebook. O jogo foi desenvolvido pela Lightside.  Brent Dusing, diretor executivo da empresa, descreveu a criação como um sonho realizado.  “Agora podemos andar nos passos do Messias, em uma autêntica experiência de Israel no tempo de Jesus”.
“Nós fizemos o vídeo game para você se divertir não importa qual seja seu contexto religioso. Talvez você nunca tenha ouvido a história de Jesus antes. Não há problema, você é bem vindo a jogar o jogo e vivenciar a história que você não havia vivenciado antes”, diz Dusing em um vídeo introdutório do vídeo game na página do Facebook.
“Ou talvez você seja alguém que conheça a Bíblia, se sim, convidamos você também. À medida que você joga a Jornada de Jesus, esperamos que você possa experimentar esse nível de interação, de diversão, de excitação e participação”.
O jogo é baseado na época da Terra Santa, onde os jogadores devem construir uma comunidade e colaborar ao que eles interagem com a vida bíblica de Jesus. Eles podem até participar dos milagres realizados na época. No caminho, os jogadores também buscam por artefatos e ultrapassam obstáculos.
Eles são levados a explorar o mundo da Terra Santa, viajando com Jesus pelos Evangelhos. Durante a viagem, os jogadores também são educados na política e na história da época e do local.
Em tempos de violência, talvez essa seja uma nova maneira de introduzir um pouco de religiosidade aos viciados em redes sociais.