Entretenimento

'Titanic 3D' entra em cartaz nos cinemas

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia 'Titanic 3D' entra em cartaz nos cinemas
fonte:
'Titanic 3D' entra em cartaz nos cinemas

No ano em que o maior naufrágio do mundo completa o primeiro centenário, o cinema não perde tempo para recordar também um de seus maiores títulos. Após semana de pré-estreias em algumas salas da região, 'Titanic 3D' entra de vez em cartaz nos cinemas com o intuito de arrebatar novo público e movimentar antigos fãs a assistir a mistura de romance e caos marítimo agora em terceira dimensão. No Grande ABC, é possível encontrar cópias legendadas e dubladas.

continua após publicidade

Caso você tenha se mantido afastado do universo nos últimos 15 anos, o filme apresenta o caso de amor impossível vivido entre o pobretão Jack (Leonardo DiCaprio) e a aristocrata Rose (Kate Winslet). Eles vivem o início e o fim do intenso relacionamento na viagem inaugural do famoso navio. CW-15Os fatos são recordados por Rose muito tempo depois, quando um desenho dela é encontrado nos destroços no fundo do mar.

CONVERSÃO

continua após publicidade

O trabalho de conversão começou em 2005 e envolveu o serviço de cerca de 300 profissionais. A ideia original do diretor James Cameron era fazer com que seu filme reformulado voltasse ao circuito em 2007, no aniversário de 10 anos do longa-metragem consagrado com 11 Oscar, incluindo a cobiçada estatueta de melhor filme, mas alguns atrasos acabaram mudando os planos. As homenagens de 100 anos da tragédia real caíram bem para o relançamento.

Apesar de o longa-metragem constar em listas dos maiores de todos os tempos da sétima arte, não havia uma cópia original da obra em formato digital. A primeira missão dos envolvidos foi limpar todas as cenas para que ficassem mais nítidas do que nunca.

Cameron já afirmou em diversas entrevistas que 'Titanic' foi feito para o cinema de profundidade. Considerado ‘expert' na tecnologia, principalmente pelo resultado apresentado em 'Avatar' (2009), ele aguardou o momento de maturidade do sistema para que a transformação fosse realizada com qualidade e ficasse com aspecto de que a produção tivesse sido filmada originalmente em 3D. Acostumado a lidar com grandes cifras, o cineasta não poupou para reanimar sua criação e gastou US$ 18 milhões no processo, a maior quantia já utilizada em uma conversão do tipo.

continua após publicidade

A expectativa fica por conta da viagem das câmeras por toda a grandiosidade do transatlântico, seja por sua parte interna ou acompanhando o casal protagonista na proa ao som da grudenta música tema 'My Heart Will Go On', da cantora Celine Dion.

Caso as imagens em três dimensões não sejam o bastante para levar os fãs mais uma vez aos cinemas, o público pode recordar a história de maneira convencional. No dia 20, o filme será exibido como parte da programação deste mês do Cineclube Biblioteca Guimarães Rosa (Avenida João Firmino, 900. Tel: 4351-5422), em São Bernardo. A sessão ocorre a partir das 19h, com entrada franca.

Uma das maiores ondas do cinema volta para embalar nova geração de apaixonados. A nostalgia cinematográfica chega agora com ares tecnológicos.