Entretenimento

Stevie Wonder é destaque na quarta noite do Rock in Rio

Da Redação ·
 Stevie Wonder é destaque na quarta noite do Rock in Rio
fonte: Divulgação
Stevie Wonder é destaque na quarta noite do Rock in Rio

Embora a maioria do público da quarta noite do Rock in Rio esteja esperando o furacão teen Ke$ha, a desbocada americana não é a principal estrela da noite. Hoje, o Palco Mundo receberá como última atração Stevie Wonder (foto), de 61 anos, um dos maiores cantores e compositores da história do pop. Ao contrário de Elton John, outro gigante, que não conseguiu animar o público na noite de Katy Perry e Rihanna, Wonder tem mais chances de agradar. Seu repertório é mais dançante e ele pode ganhar a molecada por aí. Afinal, a lotação total da Cidade do Rock já dançou neste ano ao som de um hit de Wonder. Foi no último sábado, com o poderoso funk Higher ground, canção regravada pelo Red Hot Chili Peppers e presença obrigatória nos shows da banda americana. Stevie Wonder vem pela segunda vez ao Brasil.

continua após publicidade

E se a abertura do Rock in Rio 4, na última sexta, não arrancou suspiros com a homenagem de Milton Nascimento a Freddie Mercury (1946-1991), o show que inaugura o segundo fim de semana promete emocionar. Ao menos os órfãos do Legião Urbana. Às 19h, sobem ao Palco Mundo os sobreviventes Dado Villa-Lobos (guitarra) e Marcelo Bonfá (bateria), acompanhados pela Orquestra Sinfônica Brasileira, sob regência de Roberto Minczuk. Quinze anos após a morte do vocalista Renato Russo (1960-1996), a dupla contará com participações de Herbert Vianna (Paralamas do Sucesso), Dinho Ouro Preto (Capital Inicial), Rogério Flausino (Jota Quest), do cantor Toni Platão e da vocalista Pitty. Em arranjos reformulados, serão revisitados hinos como Tempo perdido, Pais e filhos e Por enquanto, que será cantada por Dinho.

Quem é Stevie Wonder

Nome: Stevland Hardaway Judkins.

continua após publicidade

Nasceu em 13 de maio de 1950, em Saginaw, Michigan (EUA).

É cantor, compositor, produtor. Toca teclados, gaita, acordeão, clarinete, bateria, baixo e bongô.
Ganhou 25 prêmios Grammy (recorde para um artista solo).

Ganhou um Oscar em 1984, pela canção I just call to say I love you, do filme A dama de vermelho.

Gravou 23 álbuns de estúdio, que já venderam 114 milhões de cópias no mundo.