Entretenimento

Charlie Sheen e Warner chegam a acordo sobre 'Two and a Half Men'

Da Redação ·
 Charlie Sheen e Kutcher, que o substituiu, nos backstages de premiação televisiva
fonte: Reprodução
Charlie Sheen e Kutcher, que o substituiu, nos backstages de premiação televisiva

O polêmico ator norte-americano Charlie Sheen, ex-astro de Two and a Half Men, fechou um acordo com os estúdios Warner Bros e o produtor do programa, Chuck Lorre, que estava processando por US$ 100 milhões, após a sua demissão.

continua após publicidade

"Warner Brothers Television, Chuck Lorre e Charlie Sheen encerraram sua disputa, para a satisfação de todas as partes", diz um comunicado divulgado pelos estúdios. "O processo será retirado, e as partes concordaram em manter o sigilo sobre os termos do acordo."

continua após publicidade

Em março passado, Sheen foi demitido após disparar uma série de insultos contra Chuck Lorre, o Warner Brothers e o canal CBS, que exibe a série, uma das mais populares da TV americana. Em seguida, o ator, de 46 anos, entrou com um processo pedindo a indenização milionária ao Warner Brothers e aos produtores de Two and a Half Men, por ter sido dispensado.

Sheen ganhava quase US$ 2 milhões por episódio, graças à sua interpretação do machista solteiro Charlie Harper. A série havia sido suspensa no meio da oitava temporada, mas voltou ao ar na semana passada, com o Ashton Kutcher no lugar de Sheen, mas interpretando um novo personagem.