Entretenimento

Luan Santana é vaiado de novo por causa de atraso

Da Redação ·
 Luan Santana
fonte: Divulgação
Luan Santana

Mais uma vez, o atraso de Luan Santana fez o público reclamar e vaiar o ídolo sertanejo. Neste sábado (6), o fenômeno começou o show em Bauru, no interior de São Paulo, duas horas depois do horário marcado.

continua após publicidade

O Domingo Espetacular (Record) estava lá e mostrou, neste domingo (7), a impaciência do público com a demora do jovem.

Com cerca de 20 shows por mês, é justamante o tic-tac do relógio que tem trazido dor de cabeça para o Luan. Dor de cabeça e dor de ouvido, pois as vaias estão cada vez mais presentes nos shows dos jovens.

continua após publicidade

Seis dias antes, em Recife (PE), Luan também deixou o público esperando cerca de duas horas para cantar por menos de 40 minutos.

Mas não é só no mundo sertanejo e com Luan Santana que as vaias acontecem. Quem diria, até mesmo os nobres salões da música clássica já receberam vaias. No Teatro Municipal do Rio de Janeiro, a plateia vaiou o maestro Roberto Minczuk porque ele tinha demitido 33 músicos da Orquestra Sinfônica Brasileira.

Nem mesmo o casal mais badalado de Hollywood escapa. No Festival de Cannes, Brad Pitt e Angelina Jolie receberam vaias dos cinéfilos que não gostaram do filme deles.

continua após publicidade

Claudia Leitte também passou maus bocados em Pato Branco (PR). Ela tentou se desculpar. Disse que o atraso era por causa de problemas técnicos, mas recebeu vaias do público.

Mas, ultimamente, é Luan Santana que está com as orelhas quentes. São três episódios infelizes recentes. Além dos dois últimos shows, Luan foi vaiado ao cantar o Hino Nacional na abertura da Fórmula Indy, em São Paulo.

O Domingo Espetacular (Record) conferiu de perto o show em Bauru (SP). O ingresso mostrava o início da apresentação para as 22h. Os jornais diziam que a previsão era 23h. O cantor só subiu ao palco após a meia-noite.

Diferente do show em Recife, Luan fez quase uma hora e meia de show e cantou todos os sucessos. E saiu aplaudido