eleicao2012

Policiamento é reforçado para eleição

Da Redação ·
Policiamento é reforçado para eleição
fonte: Arquivo - Imagem ilustrativa
Policiamento é reforçado para eleição

Praticamente todo efetivo da Polícia Militar, Civil e Guarda Municipal dos municípios da região vão fazer a segurança e tem a missão de coibir crimes eleitorais no domingo, antes e durante do horário de votação. Na região, o município que mais vai reforçar a segurança é Arapongas, que tem um histórico de disputas eleitorais acirradas. A operação preventiva também deve ser adiantada.

“O empenho é para contribuir para que a eleição ocorra com a maior tranquilidade possível”, diz o subcomandante da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Arapongas, capitão Vilson Laurentino da Silva.

Segundo o oficial, em Arapongas cerca de 260 PMs e guardas municipais vão atuar em conjunto. “Na madrugada desta quinta- feira (hoje) para sexta-feira, guardas municipais já atuarão em patrulhamento para coibir qualquer tipo de crime eleitoral, ou o distribuição de propagandas perto dos colégios”, diz Laurentino.

A determinação da PM é que em cada colégio de votação haja policiamento. Em Arapongas e Apucarana, os guardas municipais também vão auxiliar no policiamento destes locais. “Acertamos a nossa participação na segurança dos colégios e no patrulhamento”, diz o comandante da GM de Apucarana, Maurício Mello.

AÇÃO NO VALE
Nos municípios da área do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no Vale do Ivaí, mais de 300 policiais militares vão estar na ativa. Pouco mais da metade deste efetivo vai estar em Apucarana. “Se ocorrer algo de vulto, um problema mais sério em qualquer município da região, equipes da sede podem deslocar para o apoio”, relata o Relações Públicas do 10º BPM, Marcos Vinícius da Silva.

Desde a distribuição das urnas nas seções eleitorais, a PM vai fazer a proteção, com policiamento integral, para impedir vandalismo ou mesmo de violação dos equipamentos.

A aplicação dos alunos-soldados, em formação no batalhão, ainda não foi definida. A Polícia Civil também vai acompanhar juízes e promotores nas rondas pelas seções e agir sob sua determinação. Havendo crimes, os detidos vão ser autuados na delegacia.

PARANÁ
A PM paranaense anunciou que quase 6,8 mil policiais estarão nos 399 municípios no pleito. Devido a importância do pleito, por ser municipal, há maior possibilidade de crimes eleitorais e mesmo confusão entre simpatizantes e candidatos.

O efetivo é cerca de 20% maior em relação a eleição de 2010. Policiais que estariam de segunda folga, licenciados, ou mesmo de férias, foram convocados e trabalham neste dia.

continua após publicidade