Economia

Volume de serviços sobe em 4 de 5 atividades em dezembro ante novembro

Da Redação ·

A alta no volume de serviços prestados em dezembro ante novembro de 2021 foi verificada em quatro das cinco atividades investigadas na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), informou nesta quinta-feira, 10, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

continua após publicidade

A alta de 1,4% foi puxada pelos serviços de transportes (com alta de 1,8% ante novembro) e de serviços profissionais, administrativos e complementares (alta de 2,6%). As duas atividades tiveram o segundo mês consecutivo de altas. As demais expansões vieram de outros serviços (1,4%) e de serviços prestados às famílias (0,9%).

Nos serviços prestados às famílias, um dos mais atingidos pela pandemia, por causa da natureza presencial desses negócios, o avanço em dezembro ante novembro de 2021 foi o nono seguido. Em nove meses, essa atividade acumulou ganho de 61,6%. Apesar do avanço, o nível da atividade ainda está 11,2% abaixo do registrado em fevereiro de 2020, antes da pandemia. Além disso, a nona alta, em dezembro, foi a menor do período.

continua após publicidade

Segundo Rodrigo Lobo, gerente da PMS, a perda de fôlego na retomada dos serviços prestados a famílias pode estar associada à recuperação das bases de comparação, à medida que a retomada vai avançando mês a mês, eventuais restrições remanescente ao contato pessoal por causa da pandemia e a dinâmica de emprego e renda.

Os efeitos da dinâmica de emprego e renda são difíceis de serem mensurados, ressaltou Lobo. O pesquisador lembrou que boa parte do consumo dos serviços prestados a famílias, como lazer, bares e restaurantes, é considerado supérfluo, ou seja, é cortado quando há restrições nos orçamentos domésticos, seja por causa da inflação, seja porque o consumidor perdeu o emprego.

"Em algum momento, isso vai fazer diferença (na recuperação dos serviços prestados a famílias). Se já está fazendo e qual o peso, não dá para mensurar", afirmou Lobo.

continua após publicidade

Na comparação de dezembro com novembro de 2021, a única taxa negativa dos serviços de informação e comunicação (-0,2%). Essa atividade é a de melhor desempenho na recuperação após a crise causada pela covid-19. A ligeira queda de dezembro devolveu uma pequena parcela do ganho obtido em novembro ante outubro de 2021 (4,7%).

Comparação interanual

Na comparação com dezembro de 2020, o volume de serviços prestados subiu 10,4% com expansão verificada também em quatro das cinco atividades pesquisadas pelo IBGE. Os destaques foram os avanços nos serviços de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (14,9%) e o de serviços de informação e comunicação (9,9%).

continua após publicidade

Os demais avanços vieram dos serviços profissionais, administrativos e complementares (7,5%) e dos prestados às famílias (21,5%). A única taxa negativa ficou com o setor de outros serviços (-4,4%).

No total, 69,3% dos 166 tipos de serviços investigados na PMS registraram alta na comparação de dezembro passado com dezembro de 2020.