Economia

Três unidades do Fed defenderam alta da taxa de desconto nos EUA em reunião

Da Redação ·

As unidades de Cleveland, St.Louis e Kansas City do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) defenderam, em reunião realizada em 18 de janeiro - anterior, portanto, à reunião de política monetária realizada em 25 e 26 de janeiro -, o aumento da taxa de desconto de 0,25% para 0,50%. Na ata do encontro divulgada nesta terça-feira, os dirigentes das três unidades alegam que um aumento na taxa de desconto ajudaria a responder à alta da inflação a gerenciar riscos econômicos e à estabilidade financeira no longo prazo.

continua após publicidade

Por outro lado, os dirigentes de outras nove distritais votaram por manter a taxa no atual nível de 0,25%, julgando que seria apropriado manter a atual postura de política para continuar a apoiar a recuperação econômica e a estabilidade de preços.

"No entanto, dadas as pressões inflacionárias em curso e a forte condições do mercado de trabalho, vários diretores observaram que em breve poderá se tornar apropriado iniciar um processo de remoção da acomodação", diz o texto.