Economia

Transferência de veículos poderá ser feita de forma digital

A transferência utilizará assinatura digital e não precisará de reconhecimento de firme

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Transferência de veículos poderá ser feita de forma digital
fonte: iStock

O Ministério da Economia divulgou, nesta terça-feira (15), que, a partir de março, a transferência de veículos poderá ser feita de forma digital. Desta forma, haverá uso da assinatura digital e não precisará de reconhecimento de firma. 

continua após publicidade

A transferência poderá ser feita por meio da plataforma gov.br desde que o veículo possua documentação digital - carros saídos de fábrica ou transferidos a partir de 4 de janeiro de 2021.

A assinatura digital estará disponível na Carteira Digital de Trânsito (CDT). Com isso, a plataforma não vai exigir o reconhecimento de firma em cartório na Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo (ATPV-e).

continua após publicidade

"Na operação, o vendedor acessará o aplicativo da CDT, informará o CPF do comprador e assinará digitalmente", disse o ministério. "O comprador receberá a notificação e repetirá o processo, e a autorização irá diretamente para o sistema do Governo Federal".

O motorista ainda terá de levar o veículo para vistoria no Detran para concluir a transferência. A transferência eletrônica só será possível se o Detran estiver integrado ao novo sistema de autorização digital.

Com informações do g1.