MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Tesouro: Reserva de liquidez sobe 11,00% em novembro, para R$ 1,142 trilhão

O Tesouro Nacional encerrou novembro com R$ 1,142 trilhão no chamado "colchão da dívida", a reserva de liquidez feita para honrar compromissos com investidores que compram os títulos brasileiros. O valor observado é 11,00% maior em termos nominais que o R

Eduardo Rodrigues e Antonio Temóteo (via Agência Estado)

·
Escrito por Eduardo Rodrigues e Antonio Temóteo (via Agência Estado)
Publicado em 27.12.2022, 15:16:00 Editado em 27.12.2022, 15:23:08
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O Tesouro Nacional encerrou novembro com R$ 1,142 trilhão no chamado "colchão da dívida", a reserva de liquidez feita para honrar compromissos com investidores que compram os títulos brasileiros. O valor observado é 11,00% maior em termos nominais que o R$ 1,028 trilhão que estavam na reserva em outubro. O montante ainda é 4,11% maior que o observado em novembro de 2021 (R$ 1,096 trilhão).

continua após publicidade

O valor serve de termômetro para saber se o País tem recursos para pagar seus investidores ou precisará recorrer rapidamente ao mercado para reforçar o caixa. O órgão não define metas para o tamanho mínimo da reserva de liquidez.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

Deixe seu comentário sobre: "Tesouro: Reserva de liquidez sobe 11,00% em novembro, para R$ 1,142 trilhão"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
Compartilhe! x

Inscreva-se na nossa newsletter

Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!