Economia

Tesouro dos EUA investirá US$ 8,7 bi em comunidades mais afetadas pela covid-19

Da Redação ·

Nos Estados Unidos, o Departamento do Tesouro irá investir mais de US$ 8,7 bilhões em instituições financeiras comunitárias, com o intuito de abranger comunidades que sofreram com impacto desproporcional pela pandemia da covid-19, diz o órgão em comunicado. O investimento deve ser oficialmente anunciado pela vice-presidente, Kamala Harris, e a secretária do Tesouro, Janet Yellen, no Fórum Freedman Bank, nesta terça-feira.

continua após publicidade

O valor será implementado através do Programa de Investimento de Capital de Emergência (ECIP, na sigla em inglês) para aumentar os empréstimos para pequenas empresas de posse de minorias sociais, além de consumidores de baixa e moderada renda em comunidades carentes, incluindo áreas rurais.

"Sabemos que as comunidades mais afetadas pela covid-19 geralmente são comunidades de pessoas não brancas, e o Tesouro implementou a legislação de alívio com a equidade em mente", disse Yellen, que apresentou o investimento de quase US$ 9 bilhões como resultado de tal esforço.

continua após publicidade

O ECIP será oferecido em 36 Estados, no distrito de Columbia e na ilha Guam. Entre as instituições recomendadas para esse tipo de investimento, cerca de 54% são bancos e 46% são cooperativas de crédito, de acordo com o Tesouro.

Os investimentos do ECIP variarão em tamanho, de menos de US$ 100 mil a mais de US$ 200 milhões. Um total de US$ 3,1 bilhões está sendo oferecido a 57 instituições depositárias minoritárias, afirma o departamento.