Economia

Taxas futuras de juros têm ligeiro recuo com dólar fraco e petróleo em queda

Paula Dias (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

As taxas de juros negociadas no mercado futuro oscilam em leve baixa na manhã desta quinta-feira, 21, distribuída por toda a extensão da curva. O movimento ocorre em sintonia com a queda do dólar no exterior e dos preços do petróleo, em um ambiente em que as atenções estão voltadas ao Banco Central Europeu (BCE), que elevou os juros hoje em 0,50 ponto porcentual, acima das estimativas do mercado.

continua após publicidade

A presidente da instituição, Christine Lagarde, justificou que os anúncios de hoje estão de acordo com o compromisso da instituição de levar a inflação da região à meta. Segundo ela, os preços globais de energia devem seguir elevados no curto prazo e parte das pressões inflacionárias também vêm do euro fraco. A decisão do BCE promove fortalecimento da moeda comum europeia ante o dólar.

Por aqui, a divisa americana opera instável, mas vem seguindo majoritariamente em baixa, favorecendo um novo dia de baixa dos juros. O petróleo recua desde mais cedo, refletindo o temor e redução da demanda, gerada pelos sinais de recessão pelo mundo.

continua após publicidade

Às 10h18, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2024 tinha taxa de 13,85%, ante 13,88% do ajuste de ontem. O DI para janeiro de 2025 projetava 13,30%, contra 13,34%. Na ponta longa da curva, a taxa do DI para janeiro de 2027 estava em 13,25%, ante 13,29% do ajuste anterior.