Economia

Taxas futuras de juros recuam em ajuste a sinal do Copom de aperto mais suave

Da Redação ·

Os juros futuros curtos recuam ao redor de 24 pontos na manhã desta quinta-feira, 3, em ajuste ao tom mais "dovish" do Comitê de Política Monetária (Copom), que indicou com todas as palavras uma "redução do ritmo de ajuste da taxa básica de juros" para a reunião de março, após ter elevado ontem a Selic em 150 pontos-base, para 10,75% ao ano. Os médios e longos também estão em baixa, mas o movimento é mais moderado na ponta longa diante do dólar em alta e antes do leilão de LTN e NTN-F (11h).

continua após publicidade

Investidores olham ainda a decisão de política monetária do Banco da Inglaterra (BoE), que subiu os juros de 0,25% para 0,50%, e esperam pelo desfecho do encontro do Banco Central Europeu (BCE), às 9h45.

Às 9h16, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2023 caía a 11,90%, de 12,14% no ajuste de quarta-feira. O DI para janeiro de 2025 recuava para 10,82%, de 10,99%, e o para janeiro de 2027 estava em 10,90%, de 10,98% no ajuste anterior. O dólar à vista subia 0,18%, a R$ 5,2860.