Economia

Taxas futuras de juros ignoram exterior positivo e avançam com ruídos locais

Da Redação ·

Os juros futuros renovaram máximas logo após a abertura, acompanhando o dólar ante o real e ignorando o tom positivo no exterior, diante da pressão com ruídos políticos locais, além das incertezas com o cenário fiscal. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar urna eletrônica e defender voto impresso, além de ameaçar a realização das eleições no ano que vem.

continua após publicidade

O desempenho mais fraco da produção industrial de junho, abaixo da mediana das estimativas, acaba ficando em segundo plano. A produção industrial ficou estável em junho ante maio, menor que a mediana das estimativas dos analistas, de +0,15%.

Às 9h25 desta terça-feira, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 subia para máxima de 9,23%, de 9,08% no ajuste de ontem. O DI para janeiro de 2023 ia para 7,92%, de 7,85%, e o para janeiro batia máxima de 6,34%, de 6,32% no ajuste anterior.