Economia

Sindicato do BC vê "sucesso" em paralisação de hoje e reforça ameaça de greve

Da Redação ·

O Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal) informou que a paralisação desta quinta-feira, 10, está sendo "um grande sucesso", com adesão de 60% dos servidores da autoridade monetária. O Sindicato cobra atitudes do presidente do BC, Roberto Campos Neto, e reforça a ameaça para uma eventual greve após a assembleia prevista para ocorrer na próxima quarta-feira, 16.

continua após publicidade

De acordo com o Sinal, houve cancelamento de reuniões com integrantes do sistema financeiro, paralisação do movimento de varredura de chaves no PIX, atraso no atendimento de demandas referentes ao PIX e prejuízo na distribuição de cédulas no Rio de Janeiro.

O Sinal também informou que a reunião com o presidente do BC, Roberto Campos Neto, prevista para acontecer esta semana, foi desmarcada "sem motivos".

continua após publicidade

"Esperamos pelo menos o envio urgente de um ofício do presidente Roberto Campos Neto, ao Governo Federal, exigindo um posicionamento concreto do Governo sobre o reajuste salarial nos mesmos moldes do que vai ser dado aos policiais federais", escreveu o sindicato em nota enviada à imprensa.

Se isso não ocorrer, ameaçou o sindicato, a entidade vai discutir na assembleia agendada para 16/3 uma proposta de "greve imediata por tempo indeterminado, com a entrega das comissões e substituições na mesma data".