Economia

Sinal de acordo Rússia e Ucrânia alivia Ibovespa, mas inflação alta é risco

Da Redação ·

Novos sinais de avanços diplomáticos entre Rússia e Ucrânia nesta sexta-feira reanimam os mercados internacionais, após a frustração na véspera com falta de acordo entre os dois países para se dar um fim à guerra. O presidente russo, Vladimir Putin, indicou que houve avanços nas negociações com a Ucrânia por uma solução diplomática para o conflito atualmente em curso entre os dois países. Neste ambiente, o Ibovespa sobe de forma leve e ainda sem sinais de zerar a queda semanal de 0,039% até o publicação desta matéria, enquanto os índices futuros de ações de Nova York avançam com mais força.

continua após publicidade

"O mercado fica esperando muito a abertura de Nova York para saber a direção, a intensidade. A possibilidade de um acordo pacífico Leste Europeu anima um pouco", diz Bruno Mori, economista e planejador financeiro CFP pela Planejar.

Conforme o economista-chefe do ModalMais, Álvaro Bandeira, seria importante se o indicador avançasse para a marca dos 115 mil pontos, a fim de ganhar maior tração.

continua após publicidade

Ações de bancos sobem após anúncio do Banco Central feito nesta manhã, de regulação proporcional para as instituições de pagamento. A partir de agora, as regras de pagamento irão variar conforme o porte de cada uma e com base em sua complexidade, seguindo o padrão já existente para as instituições financeiras tradicionais.

"O anúncio pode ser bem-vindo para a Bolsa, para o setor bancário. Faz parte da dinâmica do BC de ampliar a concorrência. Quem é menor, tem menos regra. Quem é maior, mais. Vai ajudar o mercado a desconcentrar um pouco", avalia Bandeira.

No entanto, o risco inflacionário elevado no Brasil reforçado hoje pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) pode atrapalhar eventual alta do Ibovespa, também na esteira de preocupações com medidas adotadas pelo governo para frear os preços dos combustíveis. Na madrugada, a Câmara aprovou o texto-base do projeto que altera a cobrança do ICMS sobre esses itens, retirando o querosene de aviação da incidência única do imposto. Governadores prometem contestar a medida no STF, alegando perda de arrecadação.

continua após publicidade

De acordo com o economista do ModalMais, o IPCA mais salgado em fevereiro (1,01% ante 0,54% em janeiro, acima da mediana de 0,94%) pode atrapalhar a expectativa de valorização do Ibovespa, em meio a crescentes temores inflacionários no País. "O IPCA mais alto trava um pouco, assim como a confusão em torno da Petrobras, mas petróleo ajuda", afirma. As ações da estatal sobem entre 0,53% (PN) e 0,39% (ON).

Nesta quinta-feira, a estatal elevou os preços dos combustíveis. A gasolina sobe a partir do meio-dia 18,7%; o diesel, 24,9%; e o gás de cozinha 16%. A decisão foi bem-vista por investidores no sentido de indicar que não há interferência política na estatal.

"Uma inflação insistentemente acima de 10% 10,54% em 12M até fevereiro é ruim para uma política monetária que já vem apertando, pois não tem muito o que fazer. Subir juros é algo que não depende da economia. Com certeza, coloca mais pressão sobre o Copom na semana que vem, que terá também decisão do Fed, e a expectativa é grande", diz Mori, da Planejar.

continua após publicidade

Com o aumento, ficam no radar as ações das companhias aéreas, apesar de o governo ter retirado o querosene de aviação da incidência única do ICMS. Aliás, a Gol deve divulgar balanço do quarto trimestre após o fechamento do mercado. As ações do setor sobem.

Às 11h, o Ibovespa subia 0,40%, aos 114.119,98 pontos. Na Bolsa, o índice de consumo operava em queda de 0,28%, enquanto o imobiliário cedia 3,83%.