MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Se BCE não conseguisse baixar inflação a 2%, situação econômica seria muito pior, diz Lagarde

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, argumentou que a situação econômica da zona do euro poderia ser "muito pior", caso os dirigentes não conseguissem cumprir a meta de baixar inflação à 2%. A dirigente reiterou que a "política

Laís Adriana (via Agência Estado)

·
Escrito por Laís Adriana (via Agência Estado)
Publicado em 27.11.2023, 13:42:00 Editado em 27.11.2023, 13:46:48
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, argumentou que a situação econômica da zona do euro poderia ser "muito pior", caso os dirigentes não conseguissem cumprir a meta de baixar inflação à 2%. A dirigente reiterou que a "política monetária já está funcionando" na economia, contudo alertou que o banco central precisa "ver efeitos completos" da transmissão, como um aperto maior nos empréstimos e oferta de crédito local.

continua após publicidade

"A inflação ainda está elevada e esteve alta por muito tempo, o que torna necessário manter os juros restritivos por tempo suficiente para baixar os preços. E vamos entregar esta redução de modo sustentado", defendeu Lagarde, durante sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos e Monetários do Parlamento Europeu.

Lagarde reforçou que os dirigentes estão monitorando fatores que contribuem para a inflação doméstica - como lucros empresariais e a aumento de salários por sindicatos - e algumas possíveis pressões externas, a exemplo do combate à inflação nos EUA. Em especial, o BCE deve "ficar de olho" nas taxas de câmbio entre euro e dólar.

continua após publicidade

A presidente também esclareceu que não troca informações confidenciais sobre política monetária com o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) ou outros bancos centrais. "Nós conversamos sobre desenvolvimentos econômicos e estratégias monetárias em geral durante eventos, mas nunca falei ou perguntei sobre informações internas e confidenciais de condução das políticas", pontuou, ao ser questionada pelo Parlamento Europeu.

Lagarde afirmou ainda que o banco central manterá os reinvestimentos do Programa de Compras de Emergência na Pandemia (PEPP, na sigla em inglês) até 2024, quando discutirá novas propostas. Sobre a situação fiscal europeia, a dirigente espera que as discussões sobre arcabouço fiscal entre países membros da União Europeia resultem em um acordo também em 2024.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Se BCE não conseguisse baixar inflação a 2%, situação econômica seria muito pior, diz Lagarde"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!