Economia

Renault amplia paralisação na fábrica de carros no Paraná

Da Redação ·

A Renault decidiu estender por mais 15 dias a paralisação da produção na fábrica de automóveis em São José dos Pinhais (PR). Os 5 mil funcionários que estão em férias coletivas desde o dia 29 e que deveriam retornar na próxima quinta-feira, 12, ficarão em casa até o dia 27. A empresa alega dificuldades em obter componentes eletrônicos. Os trabalhadores da unidade de comerciais leves foram dispensados nesta semana e retornam na segunda-feira, 9.

continua após publicidade

Na Volkswagen, funcionários dos dois turnos de trabalho da planta de Taubaté (SP) ficaram em férias coletivas por 20 dias, mas apenas parte deles retomou operações na última segunda-feira, enquanto a outra parte deve voltar no meio da próxima semana.

Em São Bernardo do Campo (SP), cerca de 1,5 mil operários que estão em férias desde o dia 19 voltariam nesta segunda-feira, mas a empresa também adiou o retorno por mais 20 dias.

continua após publicidade

A Fiat é outra empresa que suspendeu a produção de um turno de trabalho em uma de suas linhas na fábrica de Betim (MG) por dez dias a partir do início desta semana.

No caso da fábrica da General Motors de Gravataí (RS), parada desde abril, o retorno de um turno de trabalho está programado para o dia 16.

Na unidade de São Caetano do Sul (SP), onde a produção está suspensa desde 16 de junho - também para obras para a chegada da nova picape Montana - a volta do pessoal de um turno ocorrerá no fim do mês.