Prisma Fiscal aponta déficit primário de R$ 855,318 bi em 2020 no Governo Central - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Economia

Prisma Fiscal aponta déficit primário de R$ 855,318 bi em 2020 no Governo Central

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Os economistas consultados mensalmente pelo Ministério da Economia pioraram a projeção para o tamanho do rombo nas contas públicas em 2020. De acordo com o Prisma Fiscal divulgado nesta quinta-feira, 17, pela Secretaria de Política Econômica (SPE) da pasta, a estimativa para o déficit primário do Governo Central neste ano passou de R$ 822,605 bilhões para R$ 855,318 bilhões. No começo de setembro, a equipe econômica atualizou sua projeção de déficit em 2020 para R$ 866 bilhões, equivalente a 12,4% do Produto Interno Bruto (PIB).

Para o próximo ano, a projeção do Prisma Fiscal é de um rombo de R$ 226 bilhões nas contas do Governo Central, ante uma estimativa anterior de déficit de R$ 213,882 bilhões. No fim de agosto, o governo enviou ao Congresso Nacional a Proposta de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2021, com uma previsão de déficit primário de R$ 233,6 bilhões.

De acordo com os analistas de mercado ouvidos pela SPE, a Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG) deve chegar a 94,55% do PIB no fim de 2020 e subir para 95,60% do PIB no fim de 2021. As projeções anteriores estavam em 94,30% e 95,00%, respectivamente.

O Prisma de setembro também trouxe revisões na estimativa para a arrecadação federal total em 2020, que passou de R$ 1,391 trilhão para R$ 1,393 trilhão, com receita líquida de R$ 1,137 trilhão. Já para 2021, a projeção para a arrecadação caiu de R$ 1,562 trilhão para R$ 1,560 trilhão, com R$ 1,300 trilhão de receita líquida.

Com a prorrogação do auxílio emergencial até o fim deste ano, a projeção para a despesa total em 2020 subiu de R$ 1,946 trilhão para R$ 1,987 trilhão. Em 2021, sem o orçamento de guerra de combate à pandemia de covid-19, a estimativa para a despesa total do Governo Central caiu de R$ 1,525 trilhão para R$ 1,521 trilhão.

No curto prazo, os economistas que participam do Prisma esperam déficits primários de R$ 83,515 bilhões em setembro, R$ 41,125 bilhões em outubro e R$ 56,769 bilhões em novembro.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Prisma Fiscal aponta déficit primário de R$ 855,318 bi em 2020 no Governo Central"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.