MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Powell vê política restritiva por mais tempo, mas considera improvável nova alta de juros

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, disse que deverá ser preciso ter paciência e deixar a política monetária restritiva "fazer seu trabalho" na inflação. O dirigente, porém, afirmou que considera improváv

Maria Lígia Barros (via Agência Estado)

·
Escrito por Maria Lígia Barros (via Agência Estado)
Publicado em 14.05.2024, 13:13:00 Editado em 14.05.2024, 13:49:50
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, disse que deverá ser preciso ter paciência e deixar a política monetária restritiva "fazer seu trabalho" na inflação. O dirigente, porém, afirmou que considera improvável um novo aumento nas taxas de juros.

continua após publicidade

"Provavelmente é mais uma questão de deixar juros no nível atual por mais tempo", comentou ele nesta terça-feira, 14, durante uma sessão de perguntas e respostas em evento da Foreign Bankers Amsterdam.

Powell destacou que o Fed fez um "progresso real" no combate à inflação, ressaltando a desaceleração vista no ano passado.

continua após publicidade

Ele afirmou esperar que o nível de preços baixe a um nível próximo ao de antes da pandemia da covid-19. Mas o Fed ainda não sabe se a inflação será mais persistente que o previsto, afirmou Powell.

"O aperto monetário poderá levar mais tempo que o esperado para fazer seu trabalho e baixar inflação", falou ele.

O banqueiro central falou que sua confiança na desinflação não está tão forte como esteve no ano passado, mas reiterou que vão conseguir atingir a meta.

continua após publicidade

Em particular, a inflação de serviços deverá ser o componente que mais demorará a ceder, comentou ele.

Powell comentou ainda que essa métrica não precisa necessariamente baixar a 2% - basta a inflação como um todo descer a esse patamar.

Atividade

continua após publicidade

De acordo com o presidente do Fed, a economia dos Estados Unidos tem tido um desempenho muito bom recentemente. O banqueiro central listou mercado de trabalho forte, emprego e salários crescentes, gastos com consumo, sentimento das empresas e o fluxo de imigrantes como componentes que pintam um "bom quadro" para o crescimento dos EUA.

Powell observou ainda que o mercado de trabalho está entrando em um equilíbrio maior entre oferta e demanda, ao participar de sessão de perguntas e respostas em evento da Foreign Bankers Amsterdam.

Ao falar sobre inflação, ele disse ver a leitura do índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) dos EUA publicada nesta terça mais como "mista", e não forte.

Questionado sobre o lado fiscal, Powell respondeu que as políticas dessa frente nos EUA estão em uma trajetória insustentável - observação que ele considera "não controversa".

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Powell vê política restritiva por mais tempo, mas considera improvável nova alta de juros"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!