MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Possível vitória de Milei na Argentina preocupa Brasil também na questão comercial, diz Haddad

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que uma possível vitória do candidato à presidência da Argentina Javier Milei preocupa o governo brasileiro por conta não só da vizinhança, mas pela questão comercial entre os dois países. "É natural que eu es

Letícia Naome (via Agência Estado)

·
Escrito por Letícia Naome (via Agência Estado)
Publicado em 19.10.2023, 17:43:00 Editado em 19.10.2023, 17:46:23
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que uma possível vitória do candidato à presidência da Argentina Javier Milei preocupa o governo brasileiro por conta não só da vizinhança, mas pela questão comercial entre os dois países. "É natural que eu esteja (preocupado). Uma pessoa que tem como uma bandeira romper com o Brasil, uma relação construída ao longo de séculos, preocupa", afirmou Haddad em entrevista à

continua após publicidade
Reuters

. Javier Milei, durante sua campanha, fez declarações a favor de limitar o comércio com o Brasil e da saída da Argentina do Mercosul. Além disso, o candidato chamou o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, de "comunista furioso", após Lula agir em prol da liberação de crédito para a Argentina, o que favorece o atual ministro da economia do País, Sérgio Massa, rival de Milei, segundo revelou o

Estadão

. Haddad ressaltou que não se aplica ideologia às relações internacionais e lembrou que o presidente Lula tem diálogo com chefes de Estado de todos os espectros políticos. "Não se transpõe para as relações internacionais as questões internas. Mesmo quando você tem preferências, manifestas ou não", disse o ministro da Fazenda, acrescentando que a Argentina é vizinha do Brasil e o principal parceiro na América do Sul. "Preocupa quando um candidato diz que vai romper com o Brasil. Você fez o quê para merecer esse tipo de tratamento?", questionou. O primeiro turno das eleições na Argentina ocorre no próximo domingo, 22, e Milei é um dos principais candidatos na disputa presidencial. Considerado como ultra-libertário, promete privatizar empresas estatais, mudar regras trabalhistas e diz que para o País controlar a inflação anual em torno de 140% é necessário dolarizar a economia e livrar-se do Banco Central.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Possível vitória de Milei na Argentina preocupa Brasil também na questão comercial, diz Haddad"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!