Economia

Pode levar 3 anos para se conceber o euro digital, diz membro do BCE

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Membro do conselho executivo do Banco Central Europeu (BCE), Fabio Panetta afirmou nesta segunda-feira que pode levar três anos para se conceber o euro digital, com início no ano que vem. "No final de 2023, podemos iniciar uma fase de realização para desenvolver e testar as soluções técnicas apropriadas e os arranjos de negócios necessários para fornecer um euro digital", destacou, durante discurso no National College of Ireland.

continua após publicidade

Segundo Panetta, para que o euro digital seja concebido e adotado com sucesso, deve ser um esforço coletivo. "Por isso, estamos intensificando nosso envolvimento com todas as partes interessadas", ressaltou.

O banqueiro também comentou sobre as vantagens do euro digital, que, de acordo com ele,

continua após publicidade

fortaleceria a soberania monetária e forneceria uma forma de dinheiro do banco central para fazer pagamentos digitais diários em toda a área do euro, assim como para transações físicas. "Seria um meio de pagamento sólido e confiável, projetado no interesse público. Na Europa, a emissão de um euro digital também nos permitiria proteger nossa autonomia estratégica, mantendo-nos abertos em um mundo onde a tecnologia e as dependências são cada vez mais armadas", argumenta.