Economia

PMI composto da China se mantém em 50,1 em fevereiro; PMI de serviços cai

Da Redação ·

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da China ficou em 50,1 em fevereiro, mesmo patamar de janeiro, de acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira (no horário de Pequim) pela IHS Markit em parceria com a Caixin Media. Números acima de 50 indicam expansão da atividade.

continua após publicidade

Já o PMI de serviços, divulgado no mesmo levantamento, caiu de 51,4 em janeiro para 50,2 em fevereiro. Segundo a IHS e a Caixin, um aumento modesto nas vendas dos fabricantes compensou a nova queda em serviços. Ambos os setores, porém, registraram menor consumo de novos negócios de exportação, embora o ritmo de queda da demanda externa total tenha arrefecido em relação a janeiro.

O emprego no nível composto caiu pelo segundo mês consecutivo, mas apenas marginalmente. A inflação de custos de insumos desacelerou em relação a janeiro, impulsionada por um menor aumento dos custos dos serviços.

continua após publicidade

"Várias regiões da China sofreram surtos de covid-19. As medidas de controle da epidemia foram fortalecidas, o que restringiu o transporte e as vendas. Sob a 'pressão tripla' de contração da demanda, choques de oferta e enfraquecimento das expectativas, a recuperação econômica ainda não é robusta. A estabilização do crescimento continua a ser um foco importante do governo", comentou Wang Zhe, economista sênior do Caixin Insight Group.