Economia

Petróleo e espera por avanço da agenda levam Ibovespa para a queda

Da Redação ·

A queda do petróleo no exterior após fortes ganhos na semana passada empurra o Ibovespa para baixo, após subir 0,49% na sexta-feira, aos 112.244,94 pontos. No entanto, o recuo é moderado pela leve alta dos índices futuros de ações de Nova York. Além disso, a alta do minério de ferro na volta do feriado chinês de uma semana ajuda a conter o recuo do índice Bovespa.

continua após publicidade

"Diria que um desempenho próximo da neutralidade", afirma João Abdoubi, analista da Inversa, acrescentando que os investidores estão bastante temerosos com a expectativa de aceleração dos juros americanos, que tende a começar a subir em março. "A taxa de desemprego em janeiro nos EUA ficou acima do esperado a 4%, ante previsão de 3,9%, e isso ajuda a acelerar a inflação, fazendo com que o Fed Federal Reserve, banco central dos EUA aumente a potência da elevação de juros. Isso é ruim para as bolsas globais como um todo", afirma Abdoubi.

O índice de inflação ao consumidor americana (CPI, na sigla em inglês) será divulgado na quinta-feira. Antes porém, haverá uma série de dados, eventos e balanços que integram a pesada agenda da semana, que ganha força a partir de amanhã.

continua após publicidade

"CPI É o que vai pautar as expectativas para os juros dos Estados Unidos. O Brasil já está com Selic alta 10,75% ao ano. Então, qualquer impacto tende a ser severo no mercado doméstico, podendo pressionar o BC daqui", avalia Carlos Duarte, planejador financeiro CFP pela Planejar

No Brasil, não é diferente. Além da safra de resultados corporativos que fica animada, com números de Bradesco, Itaú e dados de produção da Vale e da Petrobras, por exemplo, saem a ata do Copom e o IPCA de janeiro. Para completar, ruídos fiscais e políticos com a nova versão da PEC dos Combustíveis ficam no centro das atenções.

Além de nova aceleração na taxa de inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI), há continuidade dos ruídos fiscais, diz em nota o economista-chefe do BV, Roberto Padovani.

continua após publicidade

Em janeiro, o IGP-DI avançou a 2,01%, após 1,25% em dezembro. O resultado ficou próximo do teto (2,07%) das estimativas na pesquisa do Projeções Broadcast e superou a mediana de 1,75% (piso era de 1,44%).

Ao mesmo tempo, a equipe econômica trabalha para barrar o que apelidou de "PEC Kamikaze", uma segunda proposta de emenda constitucional que permite redução de tributos sobre combustíveis sem compensações e que, pelas projeções iniciais, tem impacto superior a R$ 100 bilhões. O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender ontem a revisão da carga tributária sobre combustíveis e minimizou perdas fiscais com propostas em tramitação no Congresso.

Na opinião do economista-chefe do ModalMais, Álvaro Bandeira, a perda dos 112 mil pontos, se sustentada, é "ruim". Conforme ele, nesse nível 112 mil pontos "existe boa acumulação" e seria interessante a busca dos 115 mil pontos, a fim de ganhar sustentação.

continua após publicidade

Mais cedo, foi informado o balanço da BB Seguridade, holding de seguros do Banco do Brasil, que encerrou o quarto trimestre de 2021 com lucro líquido ajustado de R$ 1,226 bilhão, alta de 33,8% em relação ao mesmo período de 2020 e de 25,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

O noticiário corporativo local ainda concentra atenções após notícias de que o Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que reprove a compra da Oi pela TIM, Telefônica e Claro devido a "violações à concorrência e de que a Braskem adquiriu participação acionária minoritária na empresa Nexus Circular.

As ações da Eletrobras caem acima de 1%. Empregados da Eletrobras realizam amanhã, 8, assembleia para definir os rumos da greve contra mudanças no plano de saúde, que entra no 21º dia sem avanços na negociação com a estatal.

Em contrapartida, as ações ligadas ao setor metálico sobem. "O que ajuda são as commodities, que estão super bem. A volta da China sem dúvida ajuda beneficiar exportadores de commodities", completa Duarte, da Planeja. Vale lembrar que apesar do recuo do petróleo hoje há expectativa de que a matéria-prima vá a US$ 100 o barril, na esteira das tensões entre Rússia e Ucrânia.

Às 11h18, o Ibovespa caía 0,69%, na mínima, aos 111.584,48 pontos.