Economia

Opep diminui previsão para oferta de petróleo do Brasil a 3,64 milhões de bpd

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Em relatório mensal divulgado nesta segunda-feira, 13, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) diminuiu a sua previsão para a oferta brasileira da commodity este ano de 3,72 milhões de barris por dia (bpd) a 3,64 milhões de bpd.

continua após publicidade

O cartel destaca que a produção de outubro no Brasil caiu 220 mil de barris por dia em outubro ante setembro, a 2,78 milhões de barris por dia, principalmente devido à manutenção do campo em Búzios.

De acordo com o relatório, a manutenção impactou a produção de petróleo bruto em 2021 e espera-se que continue até o final do ano. "Além disso, medidas de saúde e segurança relacionadas ao à covid-19 nas plataformas de produção, atrasos no início do projeto e fortes declínios naturais em campos maduros offshore, principalmente na Bacia de Campos, também contribuíram ao desempenho insuficiente na produção."

continua após publicidade

Para 2022, apesar de ainda haver previsão de alta, o grupo revisou para baixo a produção brasileira a 3,84 milhões de bpd.

A expectativa é de que o oferta se eleve devido dois novos projetos: Mero-1 (Guanabara), com início previsto para 2021 e Peregrino-Fase 2.

Além disso, em Búzios, uma quinta unidade, o FPSO Almirante Barroso - a ser fornecido pela japonesa Modec - iniciará a operação em 2022.