Economia

OCDE corta previsão para alta do PIB global em 2021, com retomada desigual

Da Redação ·

A economia global segue em recuperação, mas a retomada ocorre de maneira desigual entre países e grupos sociais, avalia a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), no mais recente relatório trimestral de perspectivas econômicas, divulgado nesta quarta-feira.

continua após publicidade

No documento, a entidade com sede em Paris cortou levemente a previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) mundial em 2021, de 5,7% a 5,6%, mas manteve a projeção para a expansão em 2022 em 4,5%. A instituição estima ainda que a atividade econômica do planeta crescerá 3,2% em 2023.

No caso dos Estados Unidos, a OCDE também reduziu a estimativa de avanço este ano, de 6% a 5,6%, enquanto a projeção para alta na zona do euro caiu 5,3% a 5,2%. A da China, por sua vez, recuou de 8,5% a 8,1%.

continua após publicidade

Segundo a Organização, a recuperação da crise provocada pela pandemia tem sido ameaçada por gargalos na cadeia produtiva, que causam pressões inflacionárias. A entidade prevê um salto da inflação mundial a 3,5% este ano, depois a 4,2% em 2022.

"Partes da economia global estão se recuperando rapidamente, mas outras correm o risco de ficar para trás, particularmente em países de baixa renda, onde as taxas de vacinação estão baixas, e empresas e funcionários em setores de contato intensivo onde a demanda ainda não se recuperou totalmente", explica.