Economia

MME publica cartas de desistência de Landim e de Bento Albuquerque para Landim

Da Redação ·

O Ministério de Minas e Energia (MME) publicou neste domingo, 3, a carta com data de ontem (2) que o novo indicado à presidência do Conselho de Administração da Petrobras Rodolfo Landim enviou à pasta desistindo do cargo e também a resposta do ministro Bento Albuquerque, enviada hoje. Mais cedo, o Broadcast registrou que o MME busca outro nome para a vaga e que aguarda a análise da indicação de Adriano Pires para assumir a presidência da estatal.

continua após publicidade

Landim agradeceu a "demonstração de confiança" pela sua indicação e disse que seria um motivo de "grande orgulho" voltar a contribuir para a companhia. "Entendo que o atual momento de mudanças, agora não só do Conselho, mas das duas principais posições de liderança da empresa, exigirá para a função que me seria designada uma demanda de trabalho e foco, ao menos por um bom período, que vai além do que normalmente seria esperado para o cargo que fui indicado", escreveu.

O executivo lembrou, porém, que o compromisso com o Flamengo se tornou sua prioridade no momento e que o clube - assim como a vaga na estatal - demandarão uma intensidade e dedicação maior do que a imaginada anteriormente. "Por esta soma de fatores, entendo que existiria um risco considerável, caso fosse conduzido à Presidência do Conselho da Petrobras, de não conseguir exercer ambas as funções com a excelência por mim desejada e à altura que a Petrobras e o Flamengo merecem." Landim encerrou dizendo que, apesar de estar declinando do convite, segue à disposição para contribuir dentro dos limites que os seus compromissos profissionais permitam.

continua após publicidade

Na carta assinada por Bento Albuquerque, o ministro enfatizou o "conhecimento", as "qualidades profissionais" e a "experiência" no setor de petróleo e gás do executivo. "Entretanto, em face das suas argumentações, entendemos, perfeitamente, as razões que o motivaram a declinar da indicação para a presidência do Conselho de Administração da Petrobras", escreveu, acrescentando que espera continuar com a colaboração de Landim nos temas de energia, dentro de suas possibilidades.