Economia

Marcelo Rebelo Lopes é o novo economista-chefe do Banco do Brasil

Da Redação ·

Marcelo Rebelo Lopes é o novo economista-chefe do Banco do Brasil, informou nesta quarta-feira a instituição. Ele sucede a Ronaldo Távora, que ocupava o cargo desde 2018.

continua após publicidade

Lopes é formado em comunicação social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), e em economia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Além disso, é mestre em economia pelo Ibmec-RJ, e especializado em mercado de capital pelo New York Institute of Finance.

Ele está no Banco do Brasil há 21 anos, e já foi gerente de contas alta renda e educador da UniBB, a universidade corporativa da instituição.

continua após publicidade

Desde 2009, o economista atuava na BB DTVM, onde exerceu as funções de assessor sênior, assessor master e, mais recentemente, de economista-chefe. No BB, ele será o responsável pela coordenação das áreas de pesquisas macroeconômicas, economia regional e estratégia de mercado.

"Nossa principal atribuição é fornecer assessoria econômica e queremos nos aproximar cada vez mais dos nossos clientes internos e externos para agregar valor aos negócios e contribuir com a estratégia das diversas áreas do Banco", afirmou ele, em nota.

Em seu Linkedin, Lopes destacou ainda que pretende "integrar e aproximar" mais a tesouraria global do BB dos clientes internos e externos do banco.

No último ano, o BB vem redirecionando a estratégia de seu departamento de pesquisa. Com a migração da área de atacado para o UBS-BB, joint venture com o banco suíço, a área de investimentos da instituição passou a atender exclusivamente aos clientes de varejo e da alta renda.