Maioria das Bolsas da Europa fecha em queda, com pressão por dados fracos - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Economia

Maioria das Bolsas da Europa fecha em queda, com pressão por dados fracos

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A maioria das bolsas da Europa fechou o pregão desta terça-feira, 1º de setembro, em queda, com as praças locais bastante pressionadas por indicadores econômicos fracos divulgados ao longo da sessão. O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia em queda de 0,35%, a 365,23 pontos.

Entre os dados anunciados, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da zona do euro caiu entre julho e agosto de 51,8 para 51,7, segundo pesquisa final divulgada hoje pela IHS Markit. Já a taxa de desemprego se elevou a 7,9% em julho.

Mas o resultado mais frustrante foi o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês), que inesperadamente caiu 0,2% na comparação anual de agosto, quando a expectativa era de alta de 0,2%.

Os indicadores reforçaram a percepção de que a retomada econômica no continente está desacelerando. O índice FTSE 100, da Bolsa de Londres, fechou o dia em queda de 1,70%, a 5.862,05 pontos, ajustando ainda perdas da véspera, quando o mercado local esteve fechado devido a feriado. Só a British Petroleum caiu 1,70%, apesar do petróleo em alta. Entre os indicadores rbritânicos, o PMI subiu 55,2 em agosto, mas ficou abaixo da prévia de 55,3.

Seguiram as perdas o índice CAC 40, de Paris, de 0,18%, a 4.938,10 pontos, e o índice FTSE MIB, de Milão, de 0,20%, a 19.595,02 pontos.

O índice Ibex 35, de Madri, também fechou em baixa de 0,18%, a 6.956,90 pontos.

Outras praças, porém, conseguiram encerrar a sessão com ganhos. O índice Dax, de Frankfurt, subiu 0,22%, a 12.974,25 pontos, com os papéis da Volkswagen em alta de 0,88%. Para além de alguma ajuda das bolsas de Nova York no azul, por lá repercutiu a notícia de que o governo alemão reduziu sua estimativa para a queda do Produto Interno Bruto (PIB) do país neste ano, de 6,3% para 5,8%, segundo agências de notícias internacionais. Por outro lado, Berlim cortou sua projeção de crescimento da economia alemã em 2021, de 5,2% para 4,4%.

O índice PSI, de Lisboa, também fechou o dia em alta: de 0,14%, a 4.307,12 pontos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Maioria das Bolsas da Europa fecha em queda, com pressão por dados fracos"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Todos os candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.